Governo Trump propõe regra para administrar mercado de seguro-saúde dos EUA

O Departamento de Saúde e Serviços Humanos propôs uma regra que prevê a estabilização do mercado de seguro-saúde, no âmbito do chamado Affordable Care Act. Os republicanos no Congresso buscam mudar as regras nesse setor no curto prazo e trabalham para repelir a reforma feita no governo do ex-presidente Barack Obama e ao mesmo tempo substituir o modelo atual por outro.

Alguns grupos do setor de cuidados com a saúde dizem não saber que uma ideia do tipo estivesse por vir. Os republicanos avaliam medidas para estabilizar o mercado de planos individuais que incluem períodos de carência mais curtos para pessoas que não pagam prestações e mais limites sobre quando as pessoas podem solicitar cobertura fora dos períodos anuais de matrícula. É possível que a regra proposta inclua parte dessas provisões, que têm sido desejadas há tempos pelas seguradoras.

Os republicanos que buscam desmantelar a lei atual mostram-se cada vez mais divididos, em meio aos temores de que um rápido fim dessa iniciativa poderia perturbar o mercado para indivíduos com seguros-saúde individuais. Algumas seguradoras têm dito que podem não participar das trocas em 2018 caso a lei seja repelida ou seu destino permaneça muito incerto.

Cerca de 8,8 milhões de pessoas haviam pedido até 14 de janeiro cobertura no mercado individual de seguro-saúde dos EUA em 2017. Esse mercado tem sido afetado pelas mensalidades crescentes e pela saída de algumas grandes seguradoras. Fonte: Dow Jones Newswires.

Fonte: seguronoticias

Compartilhe:

Outros Artigos