SUSEP

Susep quer seguradoras mais eficientes no suporte ao consumidor

 

Iniciativa visa contribuir para o aperfeiçoamento das atividades de supervisão da autarquia, além de fornecer informações que podem sugerir a adoção de melhores práticas de gestão

 

EXCLUSIVO – A Superintendência de Seguros Privados (Susep) realizou hoje, 3 de junho, um webinar para falar sobre o novo Sistema de Rating das Seguradoras que a entidade irá implantar. Participaram do evento a superintendente Solange Vieira, os diretores Vinícius Brandi e Eduardo Fraga, e os coordenadores das novas áreas técnicas criadas pela autarquia.

O principal objetivo foi apresentar ao mercado o projeto de implementação do Sistema e explicar para o público como ele se encaixa no novo modelo estratégico da Superintendência, que durante a live abordou os aspectos de supervisão prudencial e de conduta e como isto pode beneficiar o setor.

Segundo Solange, a entidade visa proporcionar para as seguradoras supervisionadas a oportunidade de oferecerem um melhor atendimento para os seus clientes. “Esse é um processo que busca simplificar e trazer mais transparência no relacionamento entre empresa e consumidor. Com isso, desejamos que o nosso regulado seja mais eficiente no suporte ao mercado. Mesmo sendo um projeto piloto, que iremos começar a implementar no segundo semestre desse ano, estamos esperançosos que o Rating ajudará o mercado segurador a evoluir”.

O Sistema proporcionará à autarquia uma visão sobre a realidade das seguradoras supervisionadas, tendo acesso à situação financeira e comprovando a qualidade da governança e dos processos de gestão da empresa. Cada área irá receber uma nota de 1 a 4, tendo uma abordagem proporcional ao porte e segmento da companhia, o que irá gerar uma lista de grau de risco.

Myrian Neves, coordenadora geral de supervisão da entidade, afirmou que essa nota do Rating não será divulgada ao público e somente a organização supervisionada terá acesso, pois o objetivo não é influenciar o consumidor sobre qual seguradora ele deve adquirir seu seguro. “Nós queremos ajudar na melhor alocação de recursos internos para empresas que representam maior risco. Essa avaliação mais detalhada poderá auxiliar na melhoria desses processos organizacionais e a companhia poderá contestar a nota recebida. Nessa primeira fase, estaremos abertos a sugestões das supervisionadas para tornar o sistema mais eficiente”.

Leia mais: Susep coloca em consulta pública medidas que flexibilizam exigências em fundo da segmentação

A coordenadora afirmou durante o evento que a iniciativa é aderente à missão da entidade de ajudar no desenvolvimento dos mercados supervisionados, assegurando a estabilidade das seguradoras e garantindo que os direitos do segurado estão sendo cumpridos.

Compartilhe:

Outros Artigos